quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Post di Emergênsia


Fot. Kb - Seu di Praia ó ki Electra fika sen pé di letra

SondiSantiagu cahamou á ATENÇÃO SondiViraSon. Fui Riba Praia na sukuro ver a avenida. Hoje, agora, neste momento, com a panela no lume a minha Xúxa fémia veio ca ter... e pronto... o poema à cidade, à nossa cidade da Praia, malquerida e bem querida, rafilona, má raskoa, não presta, má boa ki nu ka ta sta sen el. Diáxi, Lenbra-m Xandu Grasioza.


DJA-N KREBU Ó CIDADE

Hoje a noite é tua, unicamente tua.
Sigo as rugas íntimas da tua idade
Macios os pés, corpo, rosto, alma.
Cobiçosos os lábios e os mamilos.

Hoje é noite tua, menina do mar.
É praia a curvatura do amanhecer
No gesto novo do sol no asfalto.
Leitosa era a sombra das acácias.

Hoje é noite tua, minha namorada.
Quero a tua língua doce de raia
Para a ternura do meu rijo djátu
Dja-m krebu…eu te amo, ó cidade.

Kaka Barboza 14.02.08

Sem comentários:

Os Do Litoral

RAPIZIUS Um amigo quis que eu explicasse quem eram os escritores e poetas do Litoral.  Sim, EXPLICO, a ideia. Poetas e escrit...