sábado, 23 de fevereiro de 2008

Post de Domingo



Fot. Kb - Proa dun Deminge Sentóde
SENTÓDE
El ten pé... el ka ta anda
El ten korpe... bo ka t’oia-l
Senpre ta bá ta rafila
Se passar é fláa inflamóde
Ta peska na orela d'ilha
Note dun grile dezusperóde
Na ansia de fogá sê grite
Na guéla dun bróke sagróde
(KB)

1 comentário:

Anónimo disse...

Irmon di kilombo, homi xefi e comandanti di zona, desdi li di torri di terra branka, ta bai un ALOU di terra branco pa sinaliza nos sintunia...Nton ti dipos...

Textos Exilados

POEMAS DA COLETÂNEA - TERRA DILECTA  - CAMINHOS CANTANTES -  NÃO PUBLICADOS 1 Julho de remotos Julhos. Cíclicos Julho...