domingo, 29 de janeiro de 2017

Em Domingo de Poesia



                                                               DOIS POEMAS AO MEU CÃO

10
chega e diz:
bom dia, dono
digo: - olá vírgula
de dia come e dorme
de noite anda pela casa
escuta e obedece as ordens
só se deita em cima da toalha
sabe dos batons e do mau cheiro
topa conversas e o mínimo barulho
conhece bem os seus inimigos
aborrece e resmunga coisas
pensa e sente saudades
é amigo de confiança
vale mais um bicho
que amigo lixo
é tão lúcido
o virgula.

11
virgula!
quatro patas 
pararam no ponto final
quatro-olhos
na interjeição.
dois pontos
e vírgula no olhar
reticências na cauda
interrogação no focinho
vírgula e dono
ponto parágrafo.


Sem comentários:

RAPIZIUS

            Adivinhem! O Boeing dos TACV gemia em pleno espaço em direcção às ilhas. Estou a três horas de Boston no seat five...