segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Poema em Pó




Se Deus é amor..!

O que é desamor?

Por se amar

Irar-se amando é pecar?


Baixem o patamar do tornozelo

E calmamente caminhem

Por esta magra courela

Compenetrada no silêncio

De um gosto irado de tanto amar.


Quem o suor vertido do abrigo do corpo-chão seu

Lavar a tola dos deslavados aceita?


No amor é nada viril o atino de não se pecar por ira.

Cavem aqui companheiros e provem o sal-i-sucrato

Deste gostirado de tanto amar.

KB

Sem comentários:

Prefácio da obra Gruta Abençoada

NOTA DE LEITURA Boa Entrada é tudo menos lugar erótico, mas, sim, uma ribeira exótica e cativante, situada na margem direita da sed...