quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Poema ao XatoDia


Silencioso
Entro
Fecho
Por dentro
O sossego

Dentro
Navego
Num fluxo
Denso
De fogo
( Da colectanea Gaveta Branca)
Kb.

Sem comentários:

Poemas do Litoral

ESPELHO D'ÁGUA EM ARCOS DE PEDRA Dois retractos do antigo Dezembro à janela do presente mirando o desmoronar do tecido verde das ...