terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Os Sapatos da Democracia


Pabia Ómi!
É korpu kofri d'alma
Izistidu na si sustentu

Disnaturadu é distansia
Ki n’ el é d’el si alma
Dému...
Ponta di pontu k’atxadu

Pabia alma é un yan
Un sin nun nau príti
Na kau sen kau sta
Dému!
Un vibrason di kriason

Sem comentários:

Poemas do Litoral

ESPELHO D'ÁGUA EM ARCOS DE PEDRA Dois retractos do antigo Dezembro à janela do presente mirando o desmoronar do tecido verde das ...