sábado, 14 de janeiro de 2012

Viva o 14 de Janeiro

"Se os Mercanos tomarem conta qualquer desses dias os TACV não vai entrar em Boston. Eu conheço um filho de um ex-deputado artista e palhaço que faz parte desta organização". (comentário anónimo no jornal online a semana)
Tal ideia vem de um ezquizóf e deriva do artigo publicado no a semana online que fala sobre a presença dos islamitas em Cabo Verde e a conversão de alguns filhos da terra, entre os quais o meu filho Lenine Barbosa, maior, de 37 anos de idade, dono do seu bolso e cachimónia, como se cada um é obrigado a ser o que os outros querem que seja. 
Eu não sou católico. Prefiro o racionalismo. Não atuo no anonimato. Tenho cara e colhões. Não me escondo detrás de nomes de finados. O meu é Kakà Barboza. 
Claro que esta maravilhosa ideia vem de um finado, digo, filho da puta, que me quer bem como artista e como ex-deputado palhaço.  
Não devias responder, podem dizer uns.... mas faço, porque tenho FALO de homem ainda com esta idade, idade de ir para a cova. Respondo, sim, com veemência.
Os anónimos são como orina de cachorro. São o que são. Nem católicos, nem protestantes... nenhum deles, apenas uns desmatrículados, uns filhos da putona, dito num bom português.
KB 

1 comentário:

mrvadaz disse...

Pior de tudo isso é o cultivo do medo e o complexo cultural em relação aos muçulmanos e a sua religião.

Fartei-me de rir quando li o destaque e a notícia em si que mereceu duas reações minha aqui:

http://mrvadaz.blogspot.com/2012/01/destaque-1013.html

http://mrvadaz.blogspot.com/2012/01/tentaculos-do-medo.html

Txabeta Em Estado de Alerta

                                                                                                                                     ...