terça-feira, 6 de outubro de 2009

Facto DOIS


O dia a seguir a entrada da cabeça da cheiona que elevou o nivel da albufeira. 24 dias depois estava assim a lagoa fincada nos braços da Ribeira Seca, Terra de Nácia Gomi.






Um lugar lindo e aprazivel, um lindo paradouro para se estar e apreciar a paisagem. Aqui, todos os anos, a crise morre de angustia por nunca ter podido fazer baixar os braços destes valentes fazedores do lavradio.


É a antevisão poética a consumar-se:


lavrador di nha terra N ten fé


ma água ta volta pa lavada


pa bu podi trabadja bu txon


sen ideia ma bu ten patron


(Bk)

1 comentário:

Evandro dos Santos disse...

Gostei muita das fotografias, graças aos blogueiros cabo-verdeanos hoje os estudantes e emigrantes que estão no estrangeiro podem ter novidades da patria amada. valeu pela postagem Sr. Kaka Barabosa.

Poemas do Litoral

ESPELHO D'ÁGUA EM ARCOS DE PEDRA Dois retractos do antigo Dezembro à janela do presente mirando o desmoronar do tecido verde das ...