domingo, 20 de novembro de 2016

RAPIZIUS

   
Para comparar peguei de um livro de poemas de um autor da terra, já lido, voltei a ler alguns deles com olhos mais finos e fiquei com muitas dúvidas se eu estava perante arte poética ou encenação poética, como dizia o Mestre Mario Fonseca.
Então, fui buscar duas considerações de poetas lúcidos.
Mas afinal o que é poesia?
O poeta Manuel Bandeira assim se expressou:
"Compreendi que a poesia está nas palavras, se faz com palavras e não com ideias e sentimentos, muito embora, bem entendido, seja pela força do sentimento ou pela tensão do espírito que acodem ao poeta as combinações de palavras onde há carga de poesia."
O escritor italiano Umberto Eco define a poesia de uma forma simples e eficaz:
"Poesia é aquela coisa que muda de linha antes que a página tenha terminado."
Gente, como é conduzir essa coia que muda de linha?

Sem comentários:

Textos Exilados

POEMAS DA COLETÂNEA - TERRA DILECTA  - CAMINHOS CANTANTES -  NÃO PUBLICADOS 1 Julho de remotos Julhos. Cíclicos Julho...