sábado, 28 de setembro de 2013

Lembrando Manuel de Novas


Quatro anos se passaram sobre a morte do grande músico e trovador das ilhas Manuel de Novas, deixando-nos o seu génio de comunicar através da música a mundivivência crioula, pelo que recordá-lo é uma forma de perpectuar a sua memória e seu legado que constitui património cultural nacional.
São as associações cívicas locais de vocação cultural mais o Governo Municipal que têm o dever moral de enaltecer os seus munícipes destacados e de os fazer lembrar, prestando-lhes homenagens em actos de rua, nas escolas e noutros espaços, porque homenagear não é só no dia da morte é fundamentalmente depois dela, celebrando a memória dos filhos destacados como é o caso de Manel de Novas.
Glória eterna à memória do poeta e trovador das ilhas Manuel de Novas.
Minha lembrança a este dia e ao meu inspirador de sempre. KBarboza

Sem comentários:

Textos Exilados

POEMAS DA COLETÂNEA - TERRA DILECTA  - CAMINHOS CANTANTES -  NÃO PUBLICADOS 1 Julho de remotos Julhos. Cíclicos Julho...