terça-feira, 2 de outubro de 2012

O Salto

SALTO é provocar rompimentos sensatos saneadores do tradicional desnecessário. 
SALTO é formatar a cultura do sucesso faltante no pensar, no conceber e no agir do indivíduo.
SALTO é criar a ponte possibilitadora do fluxo de relações e de proveitos em tempo recorde.
SALTO é saltar de modo a não ofender o quadrado (sen ratxa fundidju, dito, em caboverdiano.

Sem comentários:

Textos Exilados

POEMAS DA COLETÂNEA - TERRA DILECTA  - CAMINHOS CANTANTES -  NÃO PUBLICADOS 1 Julho de remotos Julhos. Cíclicos Julho...