sábado, 2 de outubro de 2010

O Dia da Muz i Ká

               INTERCÂMBIO

O grupo de batuko de S. Tomé e Principe formado por jovens filhos de cabo-verdianos ali residentes convidado a vir conhecer e visitar a terra dos seus avós, patrocínio do presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, esteve ontem à noite no auditório Jorge Barbosa, a conviver com as batucadeiras de Pedra Badejo, com a banda "ferrinho e gaita" também delá e comigo.
 
Não se tratava de um espectaculo, mas sim, de momentos de convívio e troca de palavras, amizade e demonstração de solidariedade activa para com os que ficaram.
De todo o modo, neste dia, a Praia, capital do coroado país da música, sem marcar de modo diferente o Dia do Son, a animação musical costumeira nos locais de copo e garfo aconteceu sem que a importancia do dia tivesse sido lembrada. Os promotores de eventos não deram por isso, confessando um deles que a data não estava referenciada por ele. Nós outros? Nada fizemos e aconteceu à nossa maneira de nada haver. 
Se há Dia para tudo hoje em dia, nada ou rotinas havenbdo, celebrar é reconhecer.  KB

Sem comentários:

Poemas do Litoral

ESPELHO D'ÁGUA EM ARCOS DE PEDRA Dois retractos do antigo Dezembro à janela do presente mirando o desmoronar do tecido verde das ...