sexta-feira, 8 de maio de 2015

RAPIZIUS


O activista cultural Leno Vicente, mais o músico Sílvio Brito da Banda Som do Planalto, organizaram um noite de música e poesia, integrado nas festividades do 14º Aniversário da Criação da Assomada-Cidade, evento ocorrido no dia 07 de Maio de 2015, no Centro Cultural Norberto Tavares, Quintal Pantera, 21H00, momento a romper com um certo marasmo nocturno, a que a cidade se encontra, não obstante hábitos de remanso pender, ainda, grandemente, na maneira de ser dos rural-citadinos de hoje.
De todo o modo a sessão cultural de música e de poesia, algo novo, contou com a sala cheia, assistência, significativamente jovem, que sabendo escutar e apreciar, muito ajudou os participantes a fazerem do momento uma noite especial e de se recordar sempre.
Além de músicos e poetas do Concelho chamados a participar, tomaram parte na noite convidados, designadamente, Daniel Spencer, Dulce Sequeira e o violinista Meca Lima, que em gesto de amizade se juntaram á banda Som do Planalto, orquestra base do momento musical, juntando som ao momento de poesia, empolgando os declamadores no nobre exercício de dizer textos poéticos das suas autorias, onde o telúrico, a energia da terra, a tradição, os proverbiais e máximas do povo desta região inspiraram a construção das imagens transformadas em mensagem poética.
Quem prescinde da sua pertença cai no vazio identitário, pior, perde-se em si próprio, torna-se num ponderar vagabundo, tentando agarrar as ramas de alguma recordação, para se salvar do deserto que a cerca e que criou para si, e, eis porque acções estimulantes da auto estima e da valorização da memória devem ser realizadas com a frequência desejada, além de festividades pontuais, chamando a participar os agentes culturais mais experientes, entrosando-os com os mais novos para que o legado se concretize, para que a chama ancestral se mantenha acesa, para que as mudanças a operarem-se acomodem com ciência e legitimidade o novo, de modo a não destronar as raízes em que se fundam a matriz da caboverdianidade.
Estou ciente de que por mais reboliço faça a cabeça da cheia, a água da lagoa restará limpa e serena, durará transparente enquanto viver o sol da vida.

Sem comentários:

Prefácio da obra Gruta Abençoada

NOTA DE LEITURA Boa Entrada é tudo menos lugar erótico, mas, sim, uma ribeira exótica e cativante, situada na margem direita da sed...